2008

A pesquisa LabZat recebeu apoio financeiro do Edital MCT/50 do CNPq que permitiu a a criação do site do grupo (em construção) e o desenvolvimento de suas atividades estruturais: PLATÔS (grupo de estudo), LABORATÓRIOS (experiências teórico-práticas de estudos colaborativos sobre ensaios de dança apresentados na atividade “Ensaio em Estudo”, especialmente criada para isso), EIXOS (encontros com pesquisadores convidados para problematização dos estudos laboratoriais)e NEXOS (exercícios de sistematização das resultantes transitórias parciais para divulgação). Com o apoio foi possível contratar a criação do site do Grupo, que deverá estar no ar a partir de novembro/2008. O grupo de estudantes cresceu, a partir de agosto/2008, por conta da inclusão de 1 bolsista PIBIC e um voluntário que, sob minha orientação, desenvolverão um segundo eixo temático da pesquisa LabZat – a relação do corpo e da danca com o ambiente urbano. Esse vetor de investigação está diretamente relacionado com o evento “CORPOCIDADE: debates em estética urbana 1″ (www.corpocidade.dan.ufba.br) que será realizado entre 27 e 31 de outubro/2008, na Escola de Dança em parceria com Fundação Cultural do Estado da Bahia, PPGAU-UFBA, Universität BAUHAUS e que já publica mensalmente a revista eletrônica [DOBRA]. Também a ementa da disciplina Estética Urbana (EBA547) lecionada pelas profs. Fabiana Britto e Paola Jacques do PPGAU/UFBA, foi articulada aos debates a serem implementados no encontro CORPOCIDADE, promovendo assim a desejavel implicação entre pesquisa, extensão e ensino.

Vem contribuindo para a consolidação das Linhas de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA, instaurando experiências laboratoriais (teórico-corporais) de estudo coletivo com todo o corpo docente e discente do Curso de Mestrado em Dança e fornecendo, com seus resultados parciais, novos parâmetros metodológicos para as práticas de pesquisa e processos investigativos dos alunos, professores e demais pesquisadores não vinculados à UFBA.

2007

A repercussão dos estudos e atividades realizados até o momento pelo grupo Laboratório Coadaptativo é bastante significativa quanto ao teor de inferência das suas experimentações internas sobre a atuação dos alunos e professors integrantes do grupo, bem como dos outros colaboradores eventuais.

Por conta da convergência de pressupostos epistemológicos e princípios teóricos existente entre a pesquisa desenvolvida pelo grupo – intitulada LabZat – e os fundamentos da proposta pedagógica do Curso de Mestrado em Dança, instaurou-se uma profícua retroalimentação entre suas atividades, inclusive por meio do laboratório proposto pela disciplina Acompanhamento de Residência Artística., criada especialmente para conduzir experiências de estudo teórico-prático acerca dos modos e condições de articulação entre as pesquisas acadêmicas dos alunos e as pesquisas criartivas de artistas convidados, o que vem contribuindo pontualmente para a consolidação dos pressuposto coadaptativo em que se fundamenta a proposta do Grupo.

E por conta das parcerias estabelecidas entre o Grupo e outras instituicões ou projetos cujos interesses e finalidades se coadunam, a repercussão do Grupo ampliou-se para outras regiões do Brasil, tais como Curitiba-PR, Araraquara-SP e para outras instituições não-universitárias como o Balé da Cidade de São Paulo, a Casa Hoffmann de Curitiba e a Fundarte de Araraquara.

Em novembro/2006, a pesquisa LabZat que investiga procedimentos busca implementar metodologias colaborativas entre pesquisa artística e pesquisa acadêmica, desdobrou-se em duas atividades públicas, realizadas com a participação da coreógrafa canadense Lynda Gaudreau, trazida ao Brasil pela PlatôProduções em parceria com o PPGDança, a Casa Hoffmann e o Canada Counsil For The Arts. A primeira, intitulada “Assim por Exemplo”, constou de um encontro entre artistas, intelectuais e pesquisadores de dança totalizando 46 participantes, para discussão acerca de novos modelos de producão artística, a partir dos parâmetros colaborativos adotados pela coreógrafa convidada, e teve a coordenação da Profª Drª Helena Katz e Profª Drª Fabiana D. Britto.
A segunda atividade do Grupo, entitulada “CLASH/satellite 1: Br”, constou de uma experiência de estudo teórico-prático coletivo e intensivo, durante 4 dias com 6 horas de duração cada e foi realizado em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA e incorporada como Atividade Acadêmica de Intercâmbio Internacional, com a participação de todos os alunos e professores do Curso de Mestrado, além dos professores Helena Katz e Jorge A. Vieira, integrantes do PQI entre a escola de Dança /UFBA e PUC-SP, e de coreógrafos dos projetos parceiros, especialmente convidados: Marila Vellozo – Coordenadora de Dança da Casa Hoffmann e doutoranda do PPGAC/UFBA, Ana Cristina Teixeira – Diretora Assistente do Balé da Cidade de São Paulo e mestranda na PUC-SP, e Gilsamara Moura – Presidente da Fundarte de Araraquara e Doutora pela PUC-SP.