2007

A repercussão dos estudos e atividades realizados até o momento pelo grupo Laboratório Coadaptativo é bastante significativa quanto ao teor de inferência das suas experimentações internas sobre a atuação dos alunos e professors integrantes do grupo, bem como dos outros colaboradores eventuais.

Por conta da convergência de pressupostos epistemológicos e princípios teóricos existente entre a pesquisa desenvolvida pelo grupo – intitulada LabZat – e os fundamentos da proposta pedagógica do Curso de Mestrado em Dança, instaurou-se uma profícua retroalimentação entre suas atividades, inclusive por meio do laboratório proposto pela disciplina Acompanhamento de Residência Artística., criada especialmente para conduzir experiências de estudo teórico-prático acerca dos modos e condições de articulação entre as pesquisas acadêmicas dos alunos e as pesquisas criartivas de artistas convidados, o que vem contribuindo pontualmente para a consolidação dos pressuposto coadaptativo em que se fundamenta a proposta do Grupo.

E por conta das parcerias estabelecidas entre o Grupo e outras instituicões ou projetos cujos interesses e finalidades se coadunam, a repercussão do Grupo ampliou-se para outras regiões do Brasil, tais como Curitiba-PR, Araraquara-SP e para outras instituições não-universitárias como o Balé da Cidade de São Paulo, a Casa Hoffmann de Curitiba e a Fundarte de Araraquara.

Em novembro/2006, a pesquisa LabZat que investiga procedimentos busca implementar metodologias colaborativas entre pesquisa artística e pesquisa acadêmica, desdobrou-se em duas atividades públicas, realizadas com a participação da coreógrafa canadense Lynda Gaudreau, trazida ao Brasil pela PlatôProduções em parceria com o PPGDança, a Casa Hoffmann e o Canada Counsil For The Arts. A primeira, intitulada “Assim por Exemplo”, constou de um encontro entre artistas, intelectuais e pesquisadores de dança totalizando 46 participantes, para discussão acerca de novos modelos de producão artística, a partir dos parâmetros colaborativos adotados pela coreógrafa convidada, e teve a coordenação da Profª Drª Helena Katz e Profª Drª Fabiana D. Britto.
A segunda atividade do Grupo, entitulada “CLASH/satellite 1: Br”, constou de uma experiência de estudo teórico-prático coletivo e intensivo, durante 4 dias com 6 horas de duração cada e foi realizado em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA e incorporada como Atividade Acadêmica de Intercâmbio Internacional, com a participação de todos os alunos e professores do Curso de Mestrado, além dos professores Helena Katz e Jorge A. Vieira, integrantes do PQI entre a escola de Dança /UFBA e PUC-SP, e de coreógrafos dos projetos parceiros, especialmente convidados: Marila Vellozo – Coordenadora de Dança da Casa Hoffmann e doutoranda do PPGAC/UFBA, Ana Cristina Teixeira – Diretora Assistente do Balé da Cidade de São Paulo e mestranda na PUC-SP, e Gilsamara Moura – Presidente da Fundarte de Araraquara e Doutora pela PUC-SP.